A Maior Revista de Estética do Brasil.

As Dez Perguntas Mais Frequentes em Podologia

|

Orlando Madella Jr
Técnico em Podologia e Discente do Curso de Graduação em Podologia da Universidade Anhembi Morumbi – SP
Tel.: (11) 3266-4710
Site: www.podologiabr.com
Quais os cuidados que as pessoas devem ter para manter os pés sempre bonitos e saudáveis?

Prof° Orlando Madella Jr: Os pés são a base do corpo. Com eles temos que ter o máximo de cuidado, pois é a parte do corpo mais atingida por fungos. O primeiro passo é cortar corretamente as unhas dos pés para que elas não encravem, além dos cuidados com a boa higienização. Se a pele estiver seca, faça uma hidratação após o banho, ou antes, de colocar as meias, use creme específico contendo hidratante, assim a pele fica mais macia e fina, com uma aparência de mais limpeza e frescor. Procure adquirir o hábito inteligente de promover o seu bem-estar, tendo pés saudáveis. Consulte um Podólogo, com certeza o risco de complicações será menor.

Quais são as doenças mais comuns, quais são as causas e como é o tratamento?

Prof° Orlando Madella Jr: São os problemas com unhas encravadas, calos, calosidades e, principalmente, de micose de unha, quando são causados por procedimento inadequados. A maioria das pessoas que tem o hábito de “Fazer os Pés”, em locais sem higiene e são infectadas por fungos (micose) nas unhas e na pele, não sabem como se livrarem destes perigosos microorganismos. A causa principal é o uso de bacias, alicates e outros materiais contaminados. Sejam precavidos, não coloquem seus preciosos pés, em locais que não esterilizam instrumentos e não usam materiais descartáveis; é um meio de contrair micoses.

Quais são os piores “inimigos” dos pés?

Prof° Orlando Madella Jr: O calçado inadequado pode provocar deformações permanentes. O resultado pode vir em graus diversos. Cansaço e dor são os mais costumeiros e fáceis de enfrentar. É muito importante que os calçados tenham a fôrma dos pés, e não que os pés, se deformem para caberem nos calçados. Devemos experimentar os calçados ao fim do dia, quando os pés se encontram mais edemaciados (inchados).

Qual a maneira correta para relaxá-los após um dia de trabalho, por exemplo?

Prof° Orlando Madella Jr: Após o final da jornada diária, lave bem os seus pés e lembre-se: é necessário lavar e secar bem entre os dedos. Microorganismos ficam nesses espaços. Evite calçar sapatos imediatamente, permitindo assim, que seus pés sequem completamente; ou tente usar um secador de cabelo para ter certeza de que estão completamente secos, antes de colocar as meias. Faça uma hidratação com cremes. Evitar o uso de meias sintéticas, elas retêm umidade e impedem que os pés transpirem, criando um clima favorável para a proliferação dos fungos, causadores das micoses.

O que é pior: sapato apertado, salto alto ou ficar o dia todo em pé?

Prof° Orlando Madella Jr: Tem um ditado chinês que diz: “Quer esquecer dos seus problemas, use calçado apertado”. É uma tortura. O salto alto muda toda a biomecânica do passo, a pressão vai toda para o hálux (dedão). O resultado pode vir em graus diversos. Cansaço, dor e calos são os mais costumeiros e fáceis de se enfrentar. Mas há até quem acabe sofrendo de deformidades ósseas, como joanete, ou de problemas na musculatura da coxa e na curvatura lombar. Sem falar nos riscos de queda, lesões dos ligamentos e luxações no tornozelo, provocados pelo equilíbrio precário do andar nas alturas. Se usar calçados de saltos prefira os com plataforma e bico mais largo (quadrado). Os sapatos ou sandálias com plataforma forçam menos a curvatura do pé, e os de bico mais largo diminuem o aparecimento de joanete e calosidades. Os calçados confortáveis com palmilhas especiais são úteis por distribuírem o peso do corpo por toda a superfície plantar.

Os esmaltes podem prejudicar as unhas? E as cutículas? Devem ser retiradas?

Prof° Orlando Madella Jr: Deixar as unhas pintadas por mais de cinco dias pode enfraquecê-las, ao retirá-lo, aproveite e faça uma hidratação da área.Use esmalte adequado (aquele que não tenha ingredientes corrosivos ou que não cause alergia). O uso do polimento das unhas é útil, pois se trata de uma técnica que mantém as unhas limpas, lisas e com um brilho intenso. Não de deve remover as cutículas, já que elas têm a função de proteger a unha da penetração de fungos e bactérias oportunistas.

Quais os melhores tipos de calçados?

Prof° Orlando Madella Jr: Não temos, em nosso país, o hábito de medir nossos pés e comprarmos calçados, a partir do número do calçado que estamos usando. Se os calçados estiverem apertados, pedimos um maior. O calçado deve ajustar-se corretamente no comprimento e na largura dos pés, acomodando os dedos em posição natural, permitindo os movimentos. Deve existir um pequeno espaço na frente; escolha o tamanho de modo que entre a ponta do calçado e as pontas dos dedos haja, pelo menos, l a 1,5 centímetros (uma polpa digital), para acompanhar o deslocamento do pé ao caminhar.

Como é possível se livrar do famoso “chulé”?

Prof° Orlando Madella Jr: O ambiente quente e úmido dentro dos sapatos facilita e promove o crescimento bacteriano e fúngico na pele e nas unhas dos pés. O odor resulta da multiplicação desses microorganismos. O tratamento eficaz depende da eliminação desses agentes infecciosos.

Existem meias mais “apropriadas”?

Prof° Orlando Madella Jr: Já existe no mercado no mercado meias de biotech com ação bacteriostática, que inibem a proliferação das bactérias causadoras de odores.

Orientações Finais

Procure profissionais que utilizem material descartável e esterelizado, além de ambiente totalmente higienizado, precavendo-se assim, de contrair microorganismos fúngicos. A contaminação é um grande problema que precisa ser enfrentado. O profissional consciente conhece seus limites e promove saúde, indicando seus clientes com problemas já instalados, para os profissionais adequados (podólogos, médicos especialistas em dermatologia, ortopedia, entre outros). Utilização de bacias, alicates sem esterilização, material não descartável fazem parte do passado, além de serem disseminadores de doenças, pois o risco de contaminação é enorme. A maioria das pessoas que usa “Fazer os Pés” em locais sem higiene e foram infectadas por fungos (micoses) nas unhas e pele, não sabem como se ver livre destas perigosas micoses, a causa principal é o uso de bacias, alicates e outros materiais contaminados. Procure ter o hábito inteligente de conviver o seu bem-estar tendo pés saudáveis. Consulte um Podólogo, com certeza o risco de complicações será menor.

 

468 ad
R$0.000 items

Carrinho